O meu ano de 2015 – O ano mais difícil, intenso e gratificante da minha vida!


Pessoal, resolvi compartilhar mais um pouco da minha história com vocês, desta vez um resumo do ano de 2015 para mim.

O ano mais intenso da minha vida..

Este ano foi para mim intenso, cheio de aprendizados duros mas muito gratificantes. Ufa, foi um ano bem difícil e ao mesmo tempo um ano recheado de loucos entendimentos sobre a vida.  Foi um ano que vivi intensamente com certeza, que aprendi muito e que vivenciei momentos únicos na minha vida que jamais vou esquecer. Vou terminar com um sentimento de gratidão no meu coração com certeza. Não foi um ano leve porque tudo que vivenciei foi muito intenso. Passei por muitos momentos de aprendizados no qual tive que aprender a deixar as coisas fluírem em vez de tentar controla-las. (ops..rsr)

O ano começou de forma muito interessante, com uma surpresa de algo inesperado e bonito e que ficará para sempre em meu coração. Algo que me mudou e mexeu com todos os meus sentidos literalmente. Não dizem que as melhores coisas da vida acontecem quando não estamos esperando? Pois é..
Muitas coisas aconteceram de forma inesperada, eu não tinha expectativa sob elas e hoje entendo bem que quando não temos expectativa não sofremos, fica mais fácil. Para começar aconteceu logo em Janeiro o fechamento do contrato do meu livro com a Editora Alfabeto que ocorreu de forma mágica de tão rápido que foi, e finalmente em Março o livro estava prontíssimo para ser vendido. Também teve minhas duas viagens ao Egito em menos de quatro meses. Viagem fantástica e inesquecível com certeza. E foi lá que o grande aprendizado começou, foi lá um dia no Cairo que eu comecei a receber certas informações novamente, informações que me foram passadas aos pedaços ao longo do ano, como um grande quebra cabeça que quero compartilhar com vocês. Estas informações foram entendimentos para tudo o que eu estava vivendo e vivenciei ao longo do ano.

Meu ano começou com uma grande transformação na minha vida  logo no primeiro dia do ano, que se desenrolou ao longo do ano de forma bastante intensa.  Aprendi principalmente sobre o controle de mim mesma, sobre a lei do agora e sobre como lidar com as expectativas. Um dia no Cairo eu estava sentada na recepção do hotel de madrugada revisando o meu livro que precisava ir para a gráfica e então eu de repente senti um forte sentimento de gratidão ao ler o meu próprio depoimento em meu livro. Naquele momento eu me dei conta que no passado eu havia conseguido resolver muitas situações complicadas somente com a fé e a serenidade, algo que de alguma forma estava um pouco esquecido dentro de  mim, principalmente naquele momento onde eu vivia um misto de felicidade e uma certa tristeza. Daquele dia em diante eu recebi a mesma lição todos os dias por uns 4 meses seguidos, até eu voltar novamente ao Egito. A cada dia eu ouvia alguém falando sobre o assunto, ou lia algo a respeito ou me lembrava de algo. Se eu fosse em alguma livraria e abrisse um livro, advinha qual era o assunto? Era sempre sobre o poder do agora, da serenidade, da fé, da conexão. Se eu ligasse a TV adivinha? Até em um curso de hipnose avançada que aparentemente não tinha nada a ver com o tema “conexão com o agora” teve este tema no curso todo e se desenrolou como uma vivência inesquecível.

Então porque o bicho começou a pegar? Muitas coisas começaram a desandar em vários aspectos da minha vida ao mesmo tempo em que coisas muito boas aconteciam. Quando as coisas travam a gente demora um pouco para compreender o porque de tudo e eu fui compreendendo grandes lições através dessas travas. Travas que não foram nem um pouco fáceis, travas que doeram de verdade. Estas travas que prefiro não contar especificamente do que se tratam foram para mim uma das coisas mais difíceis da minha vida. Percebi que tudo está ligado, percebi que quanto mais intenso mais conseguimos crescer e que para mudarmos algo precisamos manter nossa conexão interior mantendo nossa fé sem nenhum tipo de apego (a parte difícil..rs). Recebi também então uma grande chave para trabalhar com meus clientes no consultório e consegui juntar algumas ferramentas importantes que fizeram uma grande diferença.

Os meses foram passando e ao mesmo tempo que grandes coisas legais aconteciam outras continuavam se desestabilizando. O grande aprendizado foi aprender como voltar ao eixo e depois como não sair dele de forma tão rápida, ou seja, como me manter na crista da onda (no sentido de estabilidade). Aprendi a observar as coisas de uma outra maneira. Aprendi sobre o tempo de espera e sobre o desistir quando necessário. Espiritualmente foi tudo muito intenso. Grandes aprendizados bateram a minha porta, foi me mostrado questões espirituais tão profundas que eu jamais pensei que realmente existissem e hoje entendo que eu não entenderia se não tivesse vivenciado tudo tão intensamente e de forma tão particular. É aquela velha história, só acredito hoje porque passei por isso, porque vivenciei. Tudo aconteceu de forma  muito rápida. As vivências ocorreram de forma teórica e também de forma prática o tempo todo.

Entendi que a melhor forma de passar por uma crise é vive-la intensamente sem nenhuma pretensão de que ela se desenrole de uma outra determinada maneira. O segredo é a serenidade e a aceitação. Não trata-se de uma aceitação conformista e sim de uma aceitação baseada na fé de que aquilo precisava ser assim. Muitas dúvidas ocorreram até eu descobrir o ponto do limite. Limite em saber até que ponto eu deveria ir e em que ponto eu deveria desistir ou mudar de rota. Lição aprendida, hoje estou muito mais forte e segura. Aprendi de todo o meu coração a confiar mais ainda no invisível, naquilo que sabemos e sentimos que existe e que alguns chamam de Deus, outros de energia divina.

Voltar sempre ao ponto de serenidade é a grande chave para qualquer recomeço. Na serenidade você assume a responsabilidade por recomeçar de novo a partir do agora. E no agora existe a força necessária para o que precisamos. Vou terminar o meu ano com um sentimento enorme de gratidão no meu coração. Também de aceitação por ter enfim adquirido o entendimento que sei que foi super necessário a minha vida. A batalha foi grande e eu sei que a recompensa existe!

Viva 2015 e que 2016 seja repleto de paz e amor para todos nós! !  Ano que vem espero ter no título: O meu incrível ano de 2016..rs

Com imenso carinho,
Cristina Longhi – Comunicadora da Rádio Mundial











Nenhum comentário:

Postar um comentário